Você está visualizando atualmente Portugal Opera Os Seus Céus Como Recurso Turístico

Portugal Opera Os Seus Céus Como Recurso Turístico

  • Categoria do post:Geral

Mas, junto às paisagens tradicionais, existem outros muito mais antigos —situados sobre o assunto nossas cabeças e, diversas vezes, ignorados,— que despertam ainda mais interesse como destino turístico: as maravilhas do céu noturno. O adoro na contemplação do firmamento deu origem ao que se compreende como astroturismo, a procura de locais apropriados pra observação do céu. Trata-Se de uma denominação parecido aos títulos de Patrimônio da Humanidade concedido pela UNESCO, entretanto vinculados ao céu. Quando uma localidade, solicitando a certificação, um grupo de especialistas, a analisa, com base em 4 parâmetros: céu claro, a escuridão do céu, nitidez e transparência.

O processo costuma durar um ano, em razão de o estudo se faz no momento mais favorável e o mais desfavorável do ano, que correspondem, geralmente, a verão e inverno. Esta avaliação permite saber se a área em pergunta retém a qualidade de céu mínima exigida. Mas não é o bastante, a localidade precisa descrever ainda com infra-estruturas preparadas pro turismo astronômico ou, ao menos, com um plano em mente retornado pra este tipo de atividades. Ao lado dos destinos turísticos, a fundação criou a categoria de Reserva Starlight, que servem pra distinguir espaços em que se determina um compromisso pela defesa do acesso à iluminação das estrelas.

Não é necessário que estas áreas possuem um desenvolvimento retornado ao turismo, entretanto se lhes exige uma propriedade do céu muito maior, e uma série de valores adicionados associados, quer sejam culturais, científicos, astronômicos, paisagísticos ou naturais. Além de outros mais requisitos, uma reserva deste tipo necessita ter uma ou mais zonas núcleo, ou de exclusão, onde se conservem intactas as condições de iluminação natural e a claridade do céu noturno.

  1. Mais de 100 bolinhas no organismo
  2. trinta e sete Price Tag
  3. Mariner of the Seas
  4. Votação: Se Pique é baixa frente ao Real Madrid,
  5. 2010: “O Tolo”
  6. 1174 estudos pela austrália
  7. Rajadas de calor/gelado

hoje, só a ilha de La Palma tem esta certificação, bem que de imediato há incontáveis lugares em o mundo todo que aspiram a alcançar. Alqueva (Portugal): A zona da barragem de Alqueva, no Alentejo (Portugal) foi o primeiro destino que ganhou a certificação como destino turístico perfeito para observar as estrelas. A Dark Sky Reserve de Em torno de 3000 quilômetros quadrados e se estende por 6 municípios portugueses, Alandroal, Barrancos, Moura, Mourão, Reguengos de Monsaraz e Portel.

A Palma (Canárias): Em junho de 2012, se tornou o segundo território em comprar esta certificação. A auditoria praticada à ilha destacou a vida de um potente compromisso institucional que fica patente em seu sistema de ordenamento territorial e no Plano de Ação da Reserva da Biosfera.

Se teve em conta a existência do Centro de Astrofísica na Palma Da mão e do Observatório do Roque de Los Muchachos, reconhecido como um dos melhores locais de observação do mundo. Se avaliaram e também seu interessante património arqueastronómico e ricos habitat noturnos que reforçam ainda mais os potenciais atrativos do objeto turístico.

Após adquirir a denominação de destino turístico, o Governo Da Espanha apresentou a tua candidatura para que a Reserva da Biosfera seja reconhecida assim como como Reserva Starlight. Granadilla de Abona (Tenerife): O município tinerfeño conseguiu o reconhecimento em janeiro de 2013, graças, em boa quantidade, a um projeto fabricado pela Secretaria do Meio ambiente denominado Granadilla Sideral.