Você está visualizando atualmente Pilar López, Presidente Executiva Da Microsoft Ibérica

Pilar López, Presidente Executiva Da Microsoft Ibérica

Pilar López, presidente executiva da Microsoft Ibérica, ganhou os Prêmios de 20blogs o prêmio de Personalidade Online do ano. Em entrevista, López fala da liderança e a defesa dos valores, além de outros mais focos: “não há dúvida que a liderança não é uma dúvida de gênero; o que é realmente primordial pra corporações, deve ser descrever com o fantástico talento”, diz. como podes presidir uma multinacional sem perder os valores?

eu Tento fazer o meu serviço com muita ilusão, com energia. Tentativa de estimular a minha equipe numa mesma direção, tentando fazer com que os profissionais da Microsoft estejam inspirados e motivados para obter um impacto prolongado, em tão alto grau para nossos compradores como pela sociedade em geral. Tudo isso, com uma cultura de inovação baseada em aprendizado frequente, convencidos de que todas as pessoas são capazes de amadurecer, elaborar-se e modificar sua maneira de pensar. Já obteve inmensuráveis prêmios, como quem se dedicaria? Para mim é uma verdadeira honra receber este prémio que reconhece dois estilos.

Em primeiro espaço, o inusitado momento que vive a Microsoft e da indústria de tecnologias de detalhes em Portugal. Em segundo território, eu gosto e almejo agradecer essencialmente, que 20minutos e Henneo querem declarar o papel da mulher pela indústria da tecnologia. E se eu tenho que dedicárselo alguém, faria a toda a equipe da Microsoft, uma vez que não se trata de um sucesso individual, contudo de um reconhecimento a um trabalho de todos os que os que podem compor Microsoft em Portugal.

Foi subindo pouco a insuficiente, o balanço é muito afirmativo. Microsoft é um lugar pra investigação, a criatividade, a inovação e o crescimento profissional. Uma das coisas que mais me motivou a hora de assumir a presidência da Microsoft foi a de que a organização estava em um estágio muito envolvente de avanço e transformação. Estamos passando de ser uma corporação que acreditava que sabia tudo para ser uma organização absolutamente comprometida para estudar tudo.

você Já teve mais pedras no caminho, por ser mulher? Eu acredito que a liderança não é uma charada de gênero; o que é de fato sério pra organizações, tem que ser contar com o melhor talento. E este precisa ser desigual, com o final de dominar e representar a diversidade da sociedade e auxiliar com pontos de vista diferentes.

A mulher foi adquirindo protagonismo em todos os estilos da sociedade, desde a política ao âmbito empresarial. Ainda em vista disso, é um terreno em que há um alongado caminho a percorrer. Alcançar a igualdade de gênero e a diversidade no seio das organizações tem que ser uma responsabilidade social e empresarial.

  • Privatizar 314 organizações públicas
  • 09:00 h às 09:30 h
  • Obra: Liberalismo, 1911[5]
  • 08/07/2019 02:51:01 pm
  • quatro Psicólogos evolucionistas conhecidos
  • Euratom 15:14 4 abr 2007 (CEST)

No nosso caso, entendemos que o universo, nossos freguêses são vários. Em vista disso, consideramos imprescindível que a organização seja um reflexo dos clientes que servimos e seja o mais diferente possível. No que se refere à diversidade de gênero, na Microsoft, estamos acima da média, com 37% de mulheres pela organização.

o comité de direcção, este percentual sobe pra 42%. Estou orgulhosa de contar com uma equipe diferenciado, em que mulheres e homens são capazes de construir todo o teu potencial. Você percebe essa diferença de gênero de serviço? Você acha que está se encurtando, é demasiado larga ainda? Na chamada quarta revolução industrial, em plena era digital, continuamos a observar como os estereótipos de género continuam ainda muito arraigados em nossa sociedade. Existe um alto percentual de moças que não está a aceder a todas as oportunidades profissionais relacionadas com matérias como Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Matemática. De acordo com detalhes da Comissão Europeia, a paridade de homens e mulheres na indústria digital permitiria elevar o PIB da União Europeia em cerca de 9.000 milhões de euros anuais.