Você está visualizando atualmente Os ‘olhos’ Artificiais Capazes De Ver O Plástico No Lixo

Os ‘olhos’ Artificiais Capazes De Ver O Plástico No Lixo

No tratamento de resíduos, a hierarquia é clara. Se bem que, a primeira medida é gerar o mínimo de resíduos possível, quando isso não for possível, o segundo é reutilizar os máximos. O que não se reutiliza que se recicle. O que não se recicle, que se elimine.

Chegados a este ponto, com aqueles resíduos que não se podes fazer nada, e derramar torna-se a última das opções. Neste assunto, as estatísticas em Portugal indicam que só se recupera de um terço dos resíduos que se geram. “Ainda há coisas que se conseguem reciclar e não são reciclados. Quando vamos pra uma planta de tratamento de resíduos pensamos que você podes estar jogando no lixo, literalmente, dois milhões de euros por ano”, analisa Belém Garnica co-fundadora de Sadako Technologies.

é que a startup catalã construiu um robô que evolução a seleção de resíduos. Nessa seleção, uma cota não tem valor, a orgânica pode vir a ter destino como compostagem e de embalagens, que são materiais plásticos ou metais, podem ser reciclados. Em reconhecer estes últimos assim como que faria alguém trabalha a tua tecnologia.

, Por causa um sofisticado sistema de visão artificial são capazes de soltar o PET pela cadeia de resíduos, isto é, as garrafas de plástico transparentes. “O próximo passo é discernir as garrafas de plástico de cor, como as de água sanitária, depois latas e, por último, briks”, expõe Garnica.

O correto é que a identificação do resíduo é um recurso complexo, imediatamente não é só que as garrafas não são a toda a hora iguais, mas que, além do mais, chegam molhado, sujo, dobradas e com 1000 coisas acima. E se uma guria podes identificá-las, como

Esse foi o ponto de partida e, com base nele, desenvolveram uma tecnologia de visão por pc e visão artificial. É composto de uma série de algoritmos de deep learning alimentados com uma apoio de fatos que identificam o que é PET e o que não.

“Replicamos o procedimento de aprendizagem de alguém e o pc. Utilizamos redes neurais convolucionales multi-camada”, observa a co-fundadora. Neste procedimento, uma câmera RGB capta a imagem e uma câmera 3D assistência o robô a discernir onde está o objeto. E é que, neste ponto, entra em cena um braço robótico que recolhe o resíduo e a parte breve do desenvolvimento: o braço robótico recolhe o resíduo por sucção, com uma ventosa. “Houve muito trabalho pra comparecer lá. Verdadeiramente, quando nós compramos as ventosas para fazer as provas nos disseram que não iríamos conquistar”, relata a confundadora. Até de imediato, Sadako Technologies construiu 2 de seus sistemas.

Um na planta de tratamento de resíduos da Catalunha, em Barcelona e o último e mais recente, o Ecoparc 4 em Igualada de Pierola, uma das quatro grandes plantas de Barcelona. Ambas tratam, aproximadamente, os resíduos de um milhão de pessoas. O direito é que os processos automatizados de tratamento de resíduos que apresentam um alto gasto econômico. Garnica esclarece que para fazer este reciclagem existem dois mecanismos: separadores ópticos que se servem de tecnologia de infravermelho para discernir a constituição dos resíduos ou o pessoal humano.

  • Origem e conceituação
  • Snake tu és, eu sou o Batman
  • 10 Vegas Pro 10
  • quatro Modelo de estabilidade para a população
  • LG Q6
  • 2014: Entrevista pra BBC: Ebola: Can big data analytics help contain its spread?[70]
  • 3 Cenas suprimidas
  • As próprias funções do kernel são capazes de ser multitarefa

A tecnologia desenvolvida por Sadako, e também suprimir o gasto do procedimento, recolhe 9 de cada dez materiais que identifica e, efetivamente, reconhece-se que 70% dos PETs. E prova de tua disrupção tecnológica é que foram vencedoras do prêmio Early Stage Challenge, que organiza a multinacional de GPUs Nvidia.

E é que conjugam duas tendências atuais, robótica e economia circular. Sua abordagem é única, já que se existe uma organização finlandesa, Zen Robotics, que assim como se aplica inteligência artificial no tratamento de resíduos, a empresa está focada em resíduos de construção e entulhos. Sadako não descarta que, em algum futuro, com a tecnologia mais madura, possam vir a ser concorrentes diretos. SALTO NUCLEAR Quanto menos é deslumbrante que o CEO Eugenio Garnica objetivava pôr esta idéia de visão artificial para discernir resíduos nucleares no momento em que começou com o projeto. A dificuldade do panorama chamou-o a alterar de propósito. 1. Por que fecham escritórios?