Você está visualizando atualmente O Ruído Humano Perturba A Meio ambiente

O Ruído Humano Perturba A Meio ambiente

A poluição sonora tem efeitos nocivos para inúmeras espécies e a degradação dos ecossistemas em áreas protegidas, alertam pesquisadores da Escola do Estado de Colorado (EUA), que analisaram os níveis de ruído em áreas naturais. De acordo com os resultados que se apresentam hoje pela revista Science, 63% das áreas naturais protegidas, dos EUA E em 21% dessas áreas, o nível do ruído multiplicar por dez os níveis naturais.

Ainda não foram feitos estudos tão exaustivos em outros países, biólogos espanhóis relataram que a poluição sonora bem como é comum em espaços naturais de Portugal e do resto da Europa. Um 63% das áreas protegidas dos EUA, “O encontro da poluição sonora sobre isso os ecossistemas é subestimada”, falou por e-mail Rachel Buxton, primeira autora da procura, para as pessoas que “a ausência de conscientização”.

  • A terceira e última colocada foi a miss… Chicó-O Wao! O que aconteceu
  • SuperStay Full Coverage Foundation da Maybelline
  • O dedo da mão
  • Use shampoo seco ao longo da noite
  • 1 4.1. Quantidade de iluminação

“. Um exemplo desses efeitos em cascata são os que sofrem de certas plantas, que, apesar de não perceber o som são vítimas colaterais da poluição sonora. O ruído afeta, em primeiro lugar, o modo de animais. Você podes fazer asustándolos, como no caso das aves que o impedem de retornar ao ninho onde estão os seus ovos ou as suas crias, o que influencia a tua taxa de reprodução.

Ou pode fazê-lo interferindo na know-how de ouvir presas ou predadores, como no caso dos felinos, que dependem do ouvido para caçar, o que influencia a tua capacidade de sobrevivência. Seja por meio da reprodução ou da sobrevivência dos animais, o ruído poderá afetar a composição dos ecossistemas.

Portanto, foram documentados efeitos indiretos a respeito invertebrados que não têm o sentido do ouvido e sobre isto as espécies vegetais que dependem de animais pra dispersão de sementes. Pra avaliar a magnitude do defeito, os pesquisadores da Universidade do Estado de Colorado, tiveram os níveis de som em 492 pontos de espaços naturais protegidos dos Estados unidos

Os resultados notabilizam que, nos Estados unidos, a maioria dos espaços protegidos são afetados na poluição sonora. Em 63%, o ruído de origem humana atinge o dobro de volume que os sons naturais, o que significa que a distância a que um animal pode-se perceber um som natural se elimina à metade.

Em 21%, a distância é reduzida em 90%: se antes eu podia ouvir a outro animal, até cem metros, neste instante só ouve se está a menos de dez metros. “Ficamos surpresos que os efeitos fossem tão extensos”, admite Rachel Buxton.

As causas de poluição sonora, identificadas no estudo vêm liderada na circulação de veículos, o desenvolvimento urbano em áreas adjacentes, as atividades extrativas, e o tráfego aéreo. Bem como “os visitantes de áreas naturais têm um encontro pela vida selvagem, mas basta botar cartazes pedindo que se respeite o silêncio do local pra apagar de forma significativa o ruído que fazem”, explica Buxton. “Foram aplicadas com sucesso inúmeras estratégias pra suprimir o ruído” em áreas protegidas, destaca George Wittemeyer, diretor de pesquisa, em um comunicado.