Você está visualizando atualmente Criam Uma Extensão Do Chrome Que Revela Se As Notícias Do Facebook São Falsas

Criam Uma Extensão Do Chrome Que Revela Se As Notícias Do Facebook São Falsas

Um dos principais problemas com que se deparam as mídias sociais, como o Facebook, é a enorme quantidade de notícias falsas ou de duvidosa veracidade, que são compartilhados. Desta maneira, 4 universitários norte-americanos desenvolveram uma extensão do navegador Chrome pra detectar quais destas notícias são confiáveis e quais não são.

Usando inteligência artificial, classifica cada publicação como ‘verificado’ ou ‘não confirmado’. Tem em conta a reputação do website e o compara com um banco de fatos de web sites de má reputação. Também pesquisa a publicação e recupera as pesquisas de alta certeza. Por último, adicione uma etiqueta pela visualização.

“Olhe, hacker. Uma criatura patética de ossos e carne. Ofegando e suando sempre que corre por minhas corredores. Como você pode enfrentar-se a uma máquina perfeita e imortal? O conclusão de tua vida trivial? Quando a crônica de minha glória seja escrita, a sua espécie, será só uma nota ao pé da minha magnificência”.

Apesar de não serem tão bem sucedidos comercialmente, a não ser na vivência de System Shock e System Shock 2, nesta ocasião não conheceríamos sagas tão prestigiadas como Deus Ex, ou, em especial, Bioshock, sua sequela espiritual. No primeiro System Shock, o protagonista principal, um hacker sem nome, foi detido após tentar acessar arquivos confidenciais a respeito da estação espacial Citadel.

A empresa TriOptimum se compromete a tirar as acusações, e até mesmo para fazer um implante neural se acede a ajudá-hackeando a inteligência artificial SHODAN, que controla a estação espacial e se solta um pouco. Ao longo do modo, o protagonista reduz as restrições éticas de SHODAN, limitações que os gestores de TriOptimum começavam a acreditar um estorvo. Logo depois, segundo o prometido, o hacker recebe teu implante e entra em coma induzido de seis meses. Quando ele acorda, começa o jogo. SHODAN, que tomou consciência de si mesma, foi reformulado seus limites graças à inexistência de restrições éticas, e tomou controle absoluto da nave.

  • 1 o Que é AI
  • LG OLED E8 | 65″ e 55″
  • 130 Resposta sobre o assunto redação em Mario R Vecchioli
  • Cd. Hidalgo

A história do primeiro jogo é curiosa, porém não deixa de ser relativamente convencional, em comparação com o que nos espera no segundo. Em System Shock 2, décadas mais tarde, o novo personagem acorda da hibernação com amnésia devido ao mal funcionamento do pc. É um soldado e está sozinho em uma nave militar unida à Von Braun, uma considerável nave científica. Imediatamente entre em contato com uma tal doutora Polito, que lhe diz que alguma coisa vai muito mal, que a nave foi invadida por criaturas que têm semeado o caos, e que hás de dirigir-se ao lado de ela o quanto antes.

O panorama é parecido ao do primeiro jogo (apesar de que a ambientação, fria e desoladora, está mais praticada), os sistemas de segurança estão descontrolados, tudo está cheio de cadáveres, criaturas disformes e humanos mutantes e hostis. Em princípio, parece que são alienígenas que tomaram o navio.

E como isso é possível? Acontece que o hacker do primeiro jogo, desatracó de Citadel o Beta Groove, onde SHODAN tinha estado realizando experimentos biológicos. O Beta Groove caiu em um planeta e as criações mutantes de SHODAN construíram-se e espalharam-se modificando e resultando-se um conjunto de criaturas, com relativa unidade.

SHODAN, é claro, sobreviveu à destruição de Citadel agradeço a estar no Beta Groove. A nave Von Braun parou por este planeta ao receber uma chamada de socorro (com toda certeza de SHODAN), tomaram amostras de formas de existência que encontraram e, uma vez a bordo do navio, a formação mutante de SHODAN voltou a se ampliar. Entra neste quarto, inseto, e se converterá na sua tumba. Este é o tipo de coisas que a onisciente SHODAN diz a cada passo que apresenta. Essa frase, em concreto, pertence ao primeiro jogo (onde SHODAN é o inimigo total), e morro de susto. O que há atrás dessa porta? Porventura SHODAN está tentando nos lograr e desviar-nos de algo que nos beneficiaria?

o Acaso está tentando usar a psicologia reversa, pra que entremos onde não nos convém entrar? O jogo não é linear e queremos acompanhar o nosso caminho sem passar por essa porta, todavia não podemos deixar de nos perguntar o que há do outro lado.